Pedalando e tal… Ciclismo urbano e seguro.


Pedalando e tal… Ciclismo urbano e seguro.

Pedalando e tal… Ciclismo urbano e seguro.

Sempre é hora de sair pedalando. Ciclismo urbano e seguro

Inventada para facilitar a vida, a bicicleta melhora o condicionamento físico e ainda ajuda a combater e prevenir doenças. Pedalar é terapia. Sair pedalando por aí, diversão garantida.
Pedalar à noite por vício ou necessidade? Você é iniciante? Pratica algum esporte pouco ou há muito tempo? É o jeito de voltar para a casa ou um hobby? Prefere a cidade ou trilha? Pedala só? Dupla? Grupo? Chega de perguntas, isso não é interrogatório!

Você já andou de bike à noite e sabe muito bem a sensação prazerosa que isso nos proporciona. À noite o volume no trânsito diminui consideravelmente, e ao contrário do que isso possa parecer, os riscos para os ciclistas só aumentam. E seu maior agravante: a sinalização. Aos finais de semana, o risco fica ainda maior por conta de motoristas alcoolizados, vida de ciclista não é mole não. Conheça a fanpage do Grupo Personal Biker

E já que estamos falando de sinalização, vamos falar um pouquinho sobre as lâmpadas, que são um dos acessórios que todo ciclista que pedala a noite deve ter.

“II – Planejar, projetar, regulamentar e operar o trânsito de veículos de pedestres e de animais, e promover o desenvolvimento da circulação e segurança de ciclistas. (o Art. 24 dispõe o mesmo sobre os órgãos e entidades executivos de trânsito dos Municípios)”.

TIPOS DE LÂMPADAS

Pedalando... O ciclismo urbano e seguro.

 

As lâmpadas mais usadas são:

XENON
As lâmpadas do tipo HID (High Intense Discharge), também chamadas de Xenon, emitem uma luz branco-azulada e são até cinco vezes mais fortes que as halógenas. Destinada a competidores, pois a luz emite é bem forte, ou seja, ela é perfeita neste quesito. Inconveniente? Consome bastante energia (grandes baterias), tem custo elevado e demoram alguns segundos para acender.

INCADESCENTE
As lâmpadas mais simples são as com filamento de tungstênio. Faróis com esse tipo de lâmpada são baratos, mas consomem muita energia e iluminam pouco, logo o barato irá custar caro, mas fica ao seu critério.

HALÓGENA
As lâmpadas halógenas, produzem uma luz mais forte que a das lâmpadas comuns. São usadas, na maioria dos faróis dos automóveis, e muitos destes também estão nas bikes. Elas têm um preço acessível e iluminação satisfatória, além de consumir menos energia, talvez você opte por estas.

LED
A última palavra em iluminação são as lâmpadas do tipo LED (Light Emitting Diode) que garantem a melhor relação lm/W na atualidade. Com uma elevada vida útil, baixo preço e consumo de energia, e alta capacidade de iluminação, os faróis do tipo LED avançam rapidamente no mercado automotivo com as chamadas super-LEDs, já presentes nos faróis e nas luzes traseiras de muitos carros europeus. Para ter uma ideia, um farol de LED com 1W de potência já é o suficiente para pedalar tranquilamente e com segurança. Na traseira, um sinalizador com 0.5W já dá conta do recado.

Então, sempre lembre essas três iniciativas:
1 – Sua sinalização como ciclista
2 – Sinalização e iluminação da sua bike
3 – Técnicas de pilotagem para defensiva

E não adiantaria nada você pilotar tão bem quanto o Gary Fisher (a lenda), se sua bike não está em boas condições. Os equipamentos certos, a sua habilidade redobrada de atenção, lhe darão uma experiência maravilhosa.

DICAS PRÁTICAS  – Pedalando… O ciclismo urbano e seguro.

➢ Conduza a bike como se os carros não te enxergassem e na maioria das vezes é o que acontece, redobre a atenção;
➢ Use roupas claras. A ordem é ficar o mais visível possível;
➢ Adesivos refletivos extras na bike e no capacete. Em caso de queda, desmaio, ou mesmo parado, os adesivos darão melhor visibilidade;
➢ Faixa ou colete refletivo;
➢ Procure transitar por ruas de menor movimento de veículos;
➢ Nos finais de semana, especialmente nas noites de sexta-feira e sábado, tome cuidado especial há diversos motoristas alcoolizados;
➢ Óculos com lentes amarelas ajudam na visão noturna e diminuem o ofuscamento dos faróis.
.
E melhor do que andar de bike sozinho seria compartilhar esse momento com pessoas divertidas, espontâneas e que agregam conhecimento na sua vida. Por falar nisso, já viram quantas novidades estão chegando no “mundo das bikes”?

Tecnologias antifuro
Todo ciclista sabe o quanto é chato interromper uma prazerosa pedalada e perder tempo para trocar uma câmara. Pensando nisso, muitas marcas oferecem pneus com sistema antifuro, tecnologia que não elimina 100% do problema com pneus furados, mas comprovadamente garante menos furos e dores de cabeça.

 

Bike mais leve

A Global Mountain Bike Network com as bikes mais leves do mercado para o MTB nos stands da feira InterBike, nos EUA. O que acham? Dá para sair por aí pedalando sem destino…

Pedalando com o Personal Biker

E já que estamos fazendo o máximo por um planeta sustentável, dá uma olhada:

LAVAGEM À SECO
________________________________________

A limpeza é fundamental para o bom funcionamento e conservação da bicicleta. Há vários produtos no mercado que permitem uma eficiente limpeza a seco e todo ciclista ecologicamente correto deve ponderar esse método. Se você mora em apartamento ou não dispõe de espaço para lavar sua bike, essa é uma boa solução. Também é útil em viagens, já que essa limpeza pode ser feita até mesmo num quarto de hotel, por exemplo.
PRODUTOS A SECO

Muitas marcas como Algoo, Finish Line, Pedros, Muc-Off, Squirt e Park Tool oferecem vários produtos para essa finalidade. São desengraxantes biodegradáveis e produtos com nanotecnologia que dissolvem as moléculas de sujeiras, escovas de vários formatos, maquininhas de lavar a corrente, tecidos especiais que limpam sem riscar. Existem até produtos para “banho a seco” do próprio ciclista.

ÁGUA DA CHUVA

Uma das maneiras mais eficientes de economizar água é captar a água da chuva e armazená-la em segurança para o uso geral em casa e oficina. A água do telhado, da calha é perfeita para ser usada na limpeza de bikes. Pode ser também empregada para outros fins, como alimentar a descarga sanitária e torneiras de uso geral e como ser sustentável que você é fará proveito da chuva.

A noite está chegando, então partiu, chamar a galera que é hora de pedalar :)

Quase esqueci…

Grangiro de Ciclismo 20/11
O GranGiro de Ciclismo será realizado neste domingo, 20 de novembro, em um percurso de 170 km pela região serrana do Rio e vai contar com a participação do italiano Paolo Bettini, campeão olímpico em Atenas-2004 e bicampeão mundial (2006 e 2007). A largada será às 7h30min em Guapimirim, e a chegada em Teresópolis, no alto do Soberbo. E aí, vai perder essa?

Pedalando no Instagram do Personal Biker. Siga!.
Participe da Pesquisa Bike 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *