Quais são as modalidades do Mountain Bike?

Quais são as modalidades do Mountain Bike?

abril 4, 2017
Personal Biker Team
76 visualizações

modalidades do Mountain Bike

ORIGEM

O Mountain Bike tem suas origens nos EUA, no Estado da Califórnia. Surgiu na década de 50 a partir das primeiras adaptações do ciclismo de estrada. No Brasil o esporte começa ganhar atenção no final da década de 80 a partir de um campeonato sediado no Estado do Rio de Janeiro.
Com o tempo os equipamentos e técnicas foram aprimorados ocasionando o surgimento de diferentes modalidades do esporte, dentre eles o Cross-Country, Downhill, Enduro, Freeride, Trial entre outros. As modalidades são diferenciadas de acordo com os equipamentos utilizados, além da duração e variação de percurso.
Por se tratar de um esporte que exige técnica e habilidade, é importante que iniciantes tenham acompanhamento profissional. Um Personal Biker é capacitado para auxiliar e instruir em treinos regulares influenciando diretamente o desempenho do competidor de acordo com a diferenciação e características das provas de Mountain Bike na categoria desejada.

MODALIDADES MTB

Dentro das modalidades do Mountain Bike também existem categorias, que surgiram a partir do aperfeiçoamento das modalidades exigentes. Essas categorias servem para melhor classificar a diferenciação e características das provas de Mountain Bike.

• Cross-Country Maratona (XCM)

Considerada uma modalidade pesada do Mountain Bike, o Cross-Country é realizado a partir de percursos com subidas e descidas em trilhas e estradas. Seguindo traçados em rotas em meio a florestas, campos e caminhos de terra ou cascalho apresentam variações que exigem habilidade e agilidade do atleta. Conta com diferentes tipos de solo e obstáculos naturais. É hoje a modalidade mais praticada no Brasil devido sua diversidade e conseqüentemente facilidade de encontrar locais para a prática. Sua duração se dá de acordo com a categoria (feminino x masculino) sendo que o percurso varia de 60 a 120km.

• Cross-Country Olímpico (XCO)

O estilo Olímpico surgiu a partir da adaptação do XCM. Tem como requisito a realização da prova dentro de um circuito pré-determinado, o que influencia diretamente na sua diferenciação e características das provas de Mountain Bike. A prova é proposta a partir da realização de várias voltas no circuito. Cada volta deve ter no mínimo 5km e máximo de 9km, preferencialmente em estradas em formato de trevo. O cenário também é composto por descidas técnicas em trechos de pedras, raízes dentre outros obstáculos. A duração da prova varia de acordo com a categoria (femino x masculino) e soma-se um total de 30 a 40km de prova. O atleta que completar o número de volta em menor tempo é o vencedor.

• Cross-Country em linha – Point to Point (XCP)

O cenário e tipo de prova do Cross Country em Linha se assemelham ao Cross Country Maratona. Uma determinante na sua diferenciação e características das provas de Mountain Bike é o menor percurso que tem mínimo de 25km e máximo de 60km. O inicio e o final das provas dessa modalidade tem inicio em um ponto e final em outro, podendo ser em cidades diferentes.

• Cross-Country Eliminator (XCE)

Essa modalidade é classificada como mais rápida por apresentar seu andamento em circuitos menores que na categoria XCO por exemplo. O desempenho do atleta é muito cobrado por haver mais obstáculos. Individualmente os atletas podem dar uma volta rápida na pista para marcar seu tempo oficial, depois são realizadas etapas classificatórias a partir de quatro atletas que resultará em classificados para disputa final.

• Cross-Country Sobre Circuito Curto – Criterium (XCC)

Essa modalidade é caracterizada por provas rápidas e intensas, marcando sua diferenciação e características das provas de Mountain Bike pelo esforço requerido do atleta. O XCC é constituído por uma média de 2km a 5km e as provas tem duração entre 30 e 60 minutos de acordo com a categoria. As competições são compostas por grupos de no mínimo 15 atletas. Os obstáculos são naturais e de baixo nível técnico e os atletas podem utilizar qualquer tipo de Mountain Bike.

• Cross-Country Contra o Relógio – Time Trial (XCT)

Caracterizado pelo curto tempo de prova, tem no mínimo 5km e no máximo 25km. As largadas são individuais, podendo haver etapas de Time Trial com largada de duas equipes. A meta dos atletas é sempre alcançar o menor tempo possível que é o que define a vitória nessa modalidade.

• Cross-Country Revezamento por Equipes – Team Relay (XCR)

As provas oficiais dessa modalidade são organizadas durante campeonatos mundiais e continentais em um único evento distinguindo a diferenciação e características das provas de Mountain Bike dessa modalidade das demais. Elaborada a partir de revezamento por equipes cada país participa com quatro categorias de atletas. Cada atleta conclui uma volta na pista e passa a Mountain Bike para o próximo alternando até concluir o revezamento da equipe.

• Cross-Country por Etapas – Stage Race (XCS)

Popularizadas como Ultramaratonas muitas etapas da XCS são constituídas por varias provas de Cross Country tendo os competidores, como objetivo, concluir cada etapa de acordo com seus procedimentos específicos para prosseguir para a etapa seguinte.

• Ultramaratona de Mountain Bike

O que diferencia a Maratona da Ultramaratona é a distancia no trajeto. As ultramaratonas são constituídas por percursos acima de 300km.

• Endurance

Caracterizada por provas de no mínimo 6 horas e máximo 24 horas, apresenta um cenário que compreende voltas em circuitos fechados, semelhantes aos de XCO ou de XCT. As competições são realizadas individualmente e por equipes de revezamento. O principal objetivo nessa prova é fazer o maior número de voltas no decorrer da duração da prova.

EQUIPAMENTOS

As bicicletas de Mountain Bike são adaptadas de acordo com a diferenciação e características das provas de Mountain Bike que podem ser distintas. Uma característica comum nessas bicicletas é o uso de pneus mais largos e cardados que permitem auxiliar no impacto de forma eficiente. Os pneus influenciam diretamente na estabilidade e aderência do equipamento, resultando em maior controle de tração. Também são utilizados amortecedores e o guidão pode possuir diferentes formatos cada qual de acordo com a exigência da categoria a ser treinada. Além disso, os quadros são reforçados e mais resistentes que das bicicletas de passeio.

Agora que sabemos um pouco mais sobre o Mountain Bike, suas modalidades e os equipamentos, não podendo esquecer que a avaliação de um profissional do ramo é imprescindível para compreender a diferenciação e características das provas de Mountain Bike para escolher a modalidade que se tem maior afeição. É só seguir o seu desejo de pedalar, seu feeling!

Conheça o time do Personal Biker TEAM

Comments

comments

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *